Ceratocone

QUE É CERATOCONE?

O ceratocone é uma doença estrutural da córnea na qual ocorre afinamento central ou paracentral progressivo – geralmente inferior – resultando na alteração da curvatura corneana de forma irregular, deixando os aspecto de sua superfície em forma de cone. A apresentação é geralmente bilateral e assimétrica. Os sintomas apresentados pelo paciente no início da doença podem ser: dificuldade visual, dor de cabeça, flutuação da visão, fotofobia, baixa da acuidade visual, piora da qualidade visual a noite e troca frequente das lentes dos óculos sem ter satisfação nas novas lentes. A maior incidência da doença pode ser encontrada em pacientes mais frequente dos 12 aos 25anos de idade, mas pode ser diagnosticado em qualquer fase da vida. Paciente com histórico de alergia ocular ou sistêmica, que coçam os olhos com maior frequência, com Sindrome de Down, doenças de colágeno ou com hábito de coçar os olhos os olhos, apresentam maior incidência da doença.
Atualmente, vários tratamentos existem disponíveis para os cuidados do paciente com ceratocone, e todos visam oferecer ao portador uma boa qualidade de vida com o mínimo de efeitos colaterais. Alguns tratamentos visam manter a qualidade de vida dos portadores tentando evitar a progressão da doença. Dois objetivos devem nortear os cuidados com o portador de ceratocone: A elaboração de uma meta a ser buscada com os tratamentos disponíveis, clara e definida, em comum acordo entre o paciente e o seu oftalmologista, e deve ser baseada na busca de uma qualidade de vida, e realizar tarefas relevantes sem que baixa qualidade visual impeça, além de manter o paciente com essa boa qualidade de vida alcançada (manter a disciplina e seguimento rigoroso da monitorização da topografia corneana com exames seriados ).

Vários tratamentos são disponíveis no arsenal de cuidados oftalmológicos para proporcionar qualidade de vida ao paciente com ceratocone:

– Óculos
– Lente de contato: gelatinosa, de apoio corneano, de apoio escleral
– Anel intra estromal
– Excimer laser
– Transplantes de córnea: penetrante e lamelar anterior profundo
– Cirurgias intra oculares

Na presença de progressão acelerada da topografia corneana em paciente com boa qualidade de vida, é disponibilizado frente a critérios pré-estabelecidos, o tratamento com colírio de riboflavia e ultravioleta – CROSSLIMKING CORNEANO

Como é feito o Diagnóstico?

A suspeita da presença de ceratocone no diagnóstico, geralmente aparece na consulta de rotina do oftalmologista. A história familiar também envolve a necessidade de investigação na família, principalmente em relação a presença de doenças em irmãos. O diagnóstico do ceratocone é definido com o rastreamento através topografia corneana, (fazer um link para topografia corneana). Este exame mostra a forma da córnea e por isso permite identificar o ceratocone. Exames de paquimetria corneana e microscopia especular de córnea, também são importantes para descartar outros acometimentos. Tomografias de córneas são exames elaborados e agregam informações relevante na condução dos casos de ceratocone.